Quarta, 12 de Agosto de 2020
51 98419-1295
Política Economia

Bolsonaro diz que há 'brecha' para reajustar o salário mínimo pela inflação

Presidente disse que vai conversar sobre o tema com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na tarde desta terça. Valor fixado pelo governo para o mínimo ficou abaixo da inflação.

14/01/2020 10h08 Atualizada há 7 meses
145
Por: Redação Acontece no RS Fonte: G1
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (14) que o governo vê uma "brecha" para reajustar o salário mínimo pelo menos no mesmo índice da inflação de 2019.

O presidente afirmou ainda que vai ter uma conversa na parte da tarde com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir o tema.

No fim de 2019, o governo publicou uma medida provisória que reajustava o salário mínimo com base em uma previsão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Pela MP, o valor ficaria em R$ 1.039. No entanto, o INPC oficial de 2019 foi divulgado em janeiro, e o índice ficou acima do esperado. Com isso, o valor do mínimo ficaria abaixo da inflação.

"Vou me reunir com o Paulo Guedes agora à tarde. Eu acho que tem brecha para a gente atender. É porque a inflação de dezembro foi atípica, por causa do preço da carne. Então vai ser duas da tarde, tenho um despacho com o Paulo Guedes para decidir esse assunto", disse Bolsonaro a jornalistas na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada.

Em seguida Bolsonaro, foi questionado se a ideia era recompor pelo menos o valor do INPC. O presidente respondeu que sim. "É, a ideia. No mínimo isso aí. Agora, cada R$ 1 no salário mínimo são mais ou menos R$ 300 milhões [de impacto] no Orçamento. A barra é pesada, mas a gente tem que... Apesar de ser pouco o aumento, R$ 4 ou R$ 5, tem que recompor", concluiu.

Quer fazer parte do grupo do portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Curta também nossa página no Facebook, assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

Acontece no RS no Facebook: https://www.facebook.com/acontecenors

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.