Sexta, 15 de Janeiro de 2021
51 98419-1295
Política Política

Apoiadora de Bolsonaro vai julgar Flávio pelas “rachadinhas” no TJ-RJ

Eleita para analisar a denúncia, desembargadora Marília de Castro Neves foi condenada por caluniar a ex-vereadora Marielle Franco.

30/11/2020 23h22
233
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Correio do Povo, com AE
Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

A desembargadora Marília de Castro Neves foi eleita para compor o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio, responsável por analisar a denúncia do Ministério Público contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), acusado de peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro no caso das “rachadinhas” (devolução, apropriação e desvio de salários de funcionários do gabinete parlamentar). A magistrada ficou conhecida por acusar falsamente a ex-vereadora Marielle Franco (PSOL) de ter vínculos com facções criminosas, e já manifestou apoio ao presidente Jair Bolsonaro. As informações foram divulgadas pelo jornal O Estado de S.Paulo.

Na terça-feira passada, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) instaurou processo disciplinar para investigar essa e outras publicações feitas em redes sociais, incluindo uma em que ela defendeu a criação de um “paredão profilático” contra o ex-deputado Jean Wyllys (PSol). O processo administrativo, porém, não interferiu na eleição da desembargadora, que se lançou pelo quinto constitucional como candidata única.

Marília já manifestou apoio a Bolsonaro durante as eleições de 2018. Em agosto daquele ano, após o então candidato participar do programa Roda Viva, da TV Cultura, a magistrada escreveu: “Go Bolsonaro Go!!! Let’s make Brazil great again!!! (Vai, Bolsonaro, vai! Vamos fazer o Brasil grande de novo, em inglês)”, parafraseando o slogan de campanha do presidente americano Donaldo Trump.

Composto por 25 desembargadores, o Órgão Especial do TJ-RJ é o responsável por julgar a denúncia do Ministério Público contra Flávio Bolsonaro. O filho do presidente foi acusado de comandar uma organização criminosa que desviou R$ 6 milhões dos cofres da Assembleia Legislativa do Rio. Ele nega.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.