Quinta, 13 de Agosto de 2020
51 98419-1295
Polícia Viamão / RS

Homem é preso por suspeita de abuso sexual de vulnerável em Viamão

A operação cumpriu nesta quinta-feira madados de busca e apreensão e de prisão no bairro Viamópolis.

29/07/2020 20h19
375
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Correio do Povo
Homem de 61 anos é acusado de ter abusado sexual de menor de idade por quatro anos | Foto: Polícia Civil / Divulgação / CP
Homem de 61 anos é acusado de ter abusado sexual de menor de idade por quatro anos | Foto: Polícia Civil / Divulgação / CP

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Viamão desencadeou, na manhã desta quarta-feira, a operação Oriônidas que resultou na prisão de um idoso, de 61 anos, acusado da prática de estupro de vulnerável. Ele abusou sexualmente de uma vítima de 2016 a 2019, período em que ela tinha entre 12 anos e 16 anos de idade.

Na ação, conduzida pela delegada Jeiselaure Rocha de Souza, foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva no bairro Viamópolis. Os agentes recolheram ainda celulares, máquinas fotográficas e filmadoras que serão periciados.

Conforme a delegada Jeiselaure Rocha de Souza, a vítima faz tratamento psiquiátrico no Hospital Presidente Vargas e relatou os abusos sofridos, tendo sido encaminhada pelos profissionais da saúde para o registro de ocorrência policial. O suspeito já foi indiciado, em 2015, pela prática de estupro e estupro de vulnerável praticado contra as primas da vítima.

A adolescente narrou que, na época dos fatos, contou sobre sua mãe sobre os abusos sofridos, mas essa não apenas não deu guarida ao relato da filha para impedir a continuidade dos abusos e punir o agressor, como também estimulava a filha a continuar mantendo contato e pedindo presentes e dinheiro. A vítima gravou um vídeo em que foi intimidada pelo acusado, no qual ele a repreende por ter contado sobre os abusos para o namorado. O idoso também gravava fotos e vídeos íntimos da menina e mantinha em seu celular.

A representação de prisão preventiva feita contra a mãe da vítima foi substituída por medidas cautelares diversas da prisão, com o intuito de preservar a integridade física e psicológica da menina. A mulher está proibida de manter contato com a filha e deverá comparecer mensalmente em juízo para justificar suas atividades e informar o endereço.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.