Terça, 07 de Julho de 2020
51 98419-1295
Política POLÍTICA

Obra que Bolsonaro visitou no Ceará estava 94% pronta antes de sua posse

O Eixo Norte é composto por três elevatórias e a última delas chegou a ser inaugurada pelo presidente Temer.

28/06/2020 11h10 Atualizada há 1 semana
212
Por: Redação Acontece no RS Fonte: UOL NOTÍCIAS
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A visita que Jair Bolsonaro fez à cidade pernambucana de Salgueiro, divisa com o Ceará, para inaugurar trecho da transposição do Rio São Francisco virou (mais um) motivo de discussão política nas redes sociais. Apoiadores do presidente dizem que ele deu andamento à obra que foi abandonada por governos petistas. Já simpatizantes do presidente Lula ironizaram Bolsonaro por estar fazendo promoção em um empreendimento tocado pelos governos do PT.

Para tirar a dúvida, a coluna procurou o ex-ministro da Integração Nacional do governo Michel Temer, Pádua Andrade. Ele foi o último responsável por gerir o empreendimento, antes de Bolsonaro assumir a presidência. "Deixamos o Eixo Norte da transposição, onde o presidente esteve hoje, 94% pronto", estima Andrade, que atualmente é secretário estadual de Transporte do Pará.

"O Eixo Norte é composto por três elevatórias e a última delas chegou a ser inaugurada pelo presidente Temer. Mas após a inauguração ocorreram problemas com algumas placas que se soltaram. Fizemos um projeto de restauração e reforço, mas não conseguimos finalizar na nossa gestão", explica o ex-ministro.

Andrade prefere não entrar em disputa sobre quem fez mais ou menos. "A transposição é a espinha dorsal hídrica do Nordeste, que beneficia 12 milhões de pessoas de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará", define ele. "Parabenizo todos os presidentes, todos os ministros e todos os colaboradores que passaram nessa obra e deixaram sua contribuição".

Nas redes sociais, no entanto, esse espírito de grandeza não existe. Há uma guerra de hashtags entre bolsonaristas e petistas para reivindicar a autoria da obra.

Os governadores do Ceará, Camilo Santana (PT), e de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), foram convidados por Bolsonaro para participar da cerimônia, mas disseram que não iriam comparecer, por estarem completamente dedicados ao combate à pandemia de coronavírus.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.