Sábado, 24 de Julho de 2021 23:05
51 98419-1295
Polícia Canoas / RS

Suspeito de esquartejamento de jovem em Canoas é preso em Santa Catarina

Indivíduo alega que apenas gravou imagens dos membros da vítima em um banheiro de um apartamento de um condomínio no bairro Rio Branco.

29/03/2021 11h03
659
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Correio do Povo
Captura ocorreu na praia dos Inglesas, no Norte da Ilha de Florianópolis. Foto: PC/Divulgação
Captura ocorreu na praia dos Inglesas, no Norte da Ilha de Florianópolis. Foto: PC/Divulgação

O titular da Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de Canoas confirmou que o indivíduo preso no final de semana é quem gravou com celular os restos mortais de uma jovem no interior de um banheiro de um apartamento de um condomínio residencial no bairro Rio Branco.

À reportagem do Correio do Povo na manhã desta segunda-feira, o delegado Robertho Peternelli explicou que o suspeito declarou durante depoimento que “não teve participação maior” exceto pela filmagem. “Esta é a versão dele”, ressalvou. As investigações prosseguem para capturar outros envolvidos no crime.

A prisão do suspeito ocorreu na madrugada de sábado passado na praia dos Ingleses, no Norte da Ilha de Florianópolis, em Sata Catarina. O indivíduo estava com prisão temporária decretada. Houve a mobilização de agentes da DHPP de Canoas e da Divisão de Inteligência do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Segundo a equipe do delegado Robertho Peternelli, a Polícia Rodoviária Federal teve “papel preponderante no acompanhamento de um veículo que poderia levar ao paradeiro do foragido”. O titular da DPHPP de Canoas afirmou anda que “um importante passo foi dado” e “não descansaremos enquanto todos os envolvidos não estiverem presos e à disposição da Justiça”.

A vítima foi identificada como Gabriela Lima Santana, 21 anos, natural de Capão da Canoa, sem antecedentes criminais. O corpo esquartejado dela foi encontrado na tarde da última quarta-feira dentro de uma mala em um valão, ao lado BR 448 (Rodovia do Parque), no bairro Rio Branco. A descoberta foi realizada por uma equipe da limpeza municipal que fazia o desassoreamento do local.

O esquartejamento teria ocorrido provavelmente no final de fevereiro deste ano. As imagens dos membros seccionados da vítima circularam então nas redes sociais. No dia 6 deste mês, a Polícia Civil e a Brigada Militar realizaram a operação Gota D’Água após a identificação do imóvel e do conjunto residencial onde foi realizada a filmagem. Seis ordens judiciais, sendo três mandados de prisão e três de busca e apreensão foram cumpridas no local. Um foragido e uma mulher foram detidos na ocasião.

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.