Quarta, 27 de Janeiro de 2021
51 98419-1295
Saúde Porto Alegre

Após reunião com Pazuello, Melo manifesta preocupação com número de vacinas destinadas a Porto Alegre

Prefeito projeta que apenas 14 mil doses chegarão à cidade na primeira fase do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19.

14/01/2021 16h17
216
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Rádio Guaíba
Melo participou virtualmente de audiência com o ministro da Saúde. Foto: Mateus Raugust/Prefeitura de Porto Alegre
Melo participou virtualmente de audiência com o ministro da Saúde. Foto: Mateus Raugust/Prefeitura de Porto Alegre

A reunião do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, com os prefeitos das maiores cidades brasileiras confirmou a tendência de que a vacinação contra a Covid-19 começa, em todo o Brasil, na próxima quarta-feira (20). Mas o número de doses disponibilizadas na primeira fase da força-tarefa preocupa os chefes do Executivo nos municípios.

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), foi um dos gestores a se manifestar no encontro, realizado na manhã desta quinta-feira (14). Ele projeta que a Capital vá receber apenas 14 mil doses nas próximas semanas – número bem abaixo do necessário para a aplicação nos grupos de risco do coronavírus.

“Nós contamos com uma população acima de 75 anos que não é pequena, além dos trabalhadores da saúde e aqueles que estão nos asilos. Só entre essas camadas sociais, temos mais de 150 mil pessoas. Então, teremos que tomar algumas decisões. Segundo o ministro, as cidades estão proibidas de comprar vacinas”, lamenta Melo.

O encontro, promovido pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), contou com representantes de 130 municípios. Pazuello reforçou que oito milhões de doses de vacinas devem estar disponíveis até o final do mês: dois milhões da Oxford/AstraZeneca, distribuída pela Fiocruz; e seis milhões da CoronaVac, do Instituto Butantan.

As doses da Fiocruz devem chegar aos Estados na segunda-feira. Elas vêm ao Brasil em um avião de carga, operado pela companhia aérea Azul, que parte em direção à Índia na noite de amanhã. A previsão de retorno é no próximo sábado (16). O Instituto Butantan, por sua vez, já está em posse do material.

“Porto Alegre está preparada para receber a vacina, juntamente com as universidades, o Exército Brasileiro e os parceiros da rede pública, privada e conveniada. Vamos continuar trabalhando, muito prontamente, para que a vacina chegue logo para nós também”, ressaltou o prefeito da Capital.

Número de doses deve aumentar nos próximos meses

Os prefeitos que participaram da reunião com Pazuello revelaram que a estratégia do Ministério da Saúde prevê a disponibilização de 30 milhões de doses das vacinas contra a Covid-19 até o fim de fevereiro. Segundo as previsões da pasta, esse número deve chegar a 80 milhões ao fim do mês de abril.

As seringas e agulhas, por outro lado, devem ficar sob a responsabilidade dos governos estaduais e municipais. No Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) já anunciou que o Estado possui 14,5 milhões de seringas, que seriam usadas na campanha contra a gripe, e terão a circulação antecipada em razão da imunização em caráter emergencial.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Notícias de Porto Alegre - RS