Quinta, 19 de Maio de 2022
Entretenimento Luto!

Luto! Atriz da Globo morre após luta contra câncer no rim: “A história da dramaturgia perde um ícone”

A veterana lutava contra a terrível doença desde o início de 2021, mas não resistiu

24/01/2022 às 14h43 Atualizada em 24/01/2022 às 14h46
Por: Júnior Rafael Fonte: TV Foco
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Na madrugada desta segunda-feira, 24 de janeiro, foi confirmada a morte da atriz Theresa Amayo, aos 88 anos, em decorrência de um câncer nos rins. Ela colecionava passagens por icônicas novelas da Globo, como Roque Santeiro e Pecado Capital.

A informação foi confirmada pela equipe dela, no Instagram, que disse que a atriz estava em casa e lutava contra a doença desde o ano passado.

“É com profunda tristeza que informamos o falecimento de nossa querida amiga, a atriz Theresa Amayo, aos 88 anos, ocorrido nessa madrugada por volta das 4:30h da manhã em sua residência em Laranjeiras, após perder uma batalha contra o câncer“, disse a nota. Ela deixa dois filhos e uma neta. A família ainda não informou o horário do velório e do sepultamento.

Nos comentários da publicação, vários internautas lamentaram o significado da perda de Theresa para a dramaturgia brasileira. Houve até quem criticasse a falta de reconhecimento para a atriz em vida.

“A história da dramaturgia perde um ícone sem dar o devido reconhecimento para a Theresa em vida, muito triste”, apontou um usuário. “Meus pêsames, ela lutou bravamente contra a doença, uma guerreira”, pontuou um segundo.

Morte de Theresa Amayo foi confirmada nas redes sociais da atriz

Conforme dito pelos internauta, Theresa Amayo era uma atriz da velha guarda e iniciou a sua carreira ainda em 1950, atuando com astros como Anselmo Duarte e Mazzaropi.

A artista também foi uma das pioneiras da televisão no Brasil, atuando na primeira emissora do país, a TV Tupi.

Com a carreira já consagrada, Theresa foi uma das primeiras contratadas da TV Globo e protagonizou “O Rei dos Ciganos”, de 1966, “A Rainha Louca”, de 1967, “Sangue e Areia”, de 1968, “A Última Valsa” e “Pecado Capital”, ambas de 1975.

A atriz Theresa Mayo da Globo

Naquele mesmo ano, a atriz deu vida à Mocinha, a jovem heroína da primeira versão da novela “Roque Santeiro”, de Dias Gomes, que foi censurada pelo regime militar no dia da estreia.

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.