Terça, 17 de Maio de 2022
Brasil Brasil

Fama, dinheiro e futura 'bisa': como é viajar com a famosa 'Vovó do Uber'

Pelas ruas de Santos, no litoral de São Paulo, idosa de 73 anos coleciona mais de 14 mil corridas em três anos de trabalho.

27/11/2021 às 08h27
Por: Redação Acontece no RS Fonte: G1
Compartilhe:
'Vovó do Uber' dirige pelas ruas de Santos há pouco mais de 3 anos — Foto: Vanessa Ortiz/g1
'Vovó do Uber' dirige pelas ruas de Santos há pouco mais de 3 anos — Foto: Vanessa Ortiz/g1

O g1 viajou pelas ruas de Santos, no litoral de São Paulo, com a motorista de aplicativo mais famosa da região, a 'Vovó do Uber'. Maria Albina Oliveira da Cruz, de 73 anos, trabalha na área há três anos, e dirige com bastante cuidado e atenção, sempre buscando deixar o passageiro à vontade. Ela contou como tem lidado com a repercussão de sua história.

Em um carro preto, ela chegou pontualmente às 10h18 para pegar a equipe de reportagem em uma das ruas do bairro Vila Mathias, com destino ao Boqueirão. Assim que foi questionada se era, de fato, a 'Vovó do Uber', ela olhou para trás, sorriu por trás da máscara rosa com detalhes em preto e disse: "Sou eu mesma, saí no jornal e tudo. Vamos para onde?".

Ao entrar no veículo, a organização e a limpeza chamam atenção, já que ela passa oito horas por dia pegando diversos passageiros diferentes por toda a cidade. Mais de 14 mil passageiros já passaram pelo carro, no entanto, o espaço parece habitado somente por ela, pois os tapetes e acentos sequer têm uma sujeira. A idosa começa a conduzir o "pretinho", como chama o automóvel, mas sempre de olho no celular, que segue apitando para novos passageiros.

O trânsito caótico, devido à chuva, não a impede de dirigir com tranquilidade e muito cuidado, mesmo com algumas "barbeiragens" de outros motoristas. Muito paciente, Maria Albina não reclama, nem de um motorista de caminhão que fazia uma manobra sem sinalização na Avenida Conselheiro Nébias, e quase atingiu seu carro. "É assim mesmo", diz ela ao se referir ao caminheiro.

Durante o trajeto, ela falou sobre a fama, após viralizar na web, e afirmou que sempre é reconhecida nas viagens, ou então quando está parada no trânsito. "Você é a Vovó do Uber? Eu falo que, entre dezembro e março, eu ainda sou, depois, vai ser Bisavó do Uber. Vou passar de patamar. A mulher do meu neto está esperando uma nenenzinha", celebra. Segundo ela, quem nunca a viu sempre se espanta e pergunta a idade, querendo saber se ela faz isso porque não tem aposentadoria.

"Tenho aposentadoria privada, mas eu adoro sair, dirigir e bater papo com as pessoas. Eu faço por hobby, mas tem que entrar dinheiro. Eu brinco, se a Uber deixar de pagar um centavo, eu ligo e reclamo. Dinheiro nunca é demais", ri.

Conforme conta, Maria Albina deixa para tirar folga do trânsito sempre às segundas-feiras, quando reserva o dia para cuidar de assuntos pessoais, como ir ao banco ou alguma repartição pública. "Nos dias em que não trabalho, sinto falta das viagens. Eu penso: meus passageiros devem estar sentindo a minha falta. Para mim, é uma distração. Eu fico em casa fazendo as coisas, às vezes me dá uma dor nas costas, sento no carro e acabou a dor toda", finaliza.

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.