Quinta, 13 de Agosto de 2020
51 98419-1295
Polícia Passo Fundo / RS

Cinco pessoas são indiciadas pela polícia no crime da Chacina da Cohab em Passo Fundo

Cinco pessoas foram indiciadas pelas mortes de Dienifer Padia, 26 anos, Alessandro dos Santos, 34, e Ketlin Padia dos Santos 15.

23/07/2020 18h12
576
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Rádio Uirapuru
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A polícia civil concluiu nesta quinta-feira, 23, o inquérito policial que investigou a chacina da Cohab em Passo Fundo.

Cinco pessoas foram indiciadas pelas mortes de Dienifer Padia, 26 anos, Alessandro dos Santos, 34, e Ketlin Padia dos Santos 15.

Os indiciados foram Eleandro Roso que foi patrão e teve uma filha, fruto de um relacionamento extra conjugal com Dienifer, Fernanda Rizzotto e Claudiomir Rizzotto, mulher e cunhado de Roso, além do ex-policial militar Luciano Costa dos Santos e Monalisa Kich Anunciação.

Os cinco envolvidos foram indiciados por homicídio quadruplamente qualificado. Feminicídio, pagamento de recompensa, asfixia, emboscada e meio que dificultou defesa das vítimas.

Dos acusados somente Eleandro Roso está preso. Fernanda, Claudiomir e Costinha tiveram a prisão preventiva decretada e são considerados foragidos da Justiça. Monalisa chegou a ter o seu pedido de prisão solicitado pela polícia mas o pedido foi indeferido.

Para a polícia a motivação do crime seria o relacionamento extra conjugal e exigências financeiras que Dienifer passou a fazer após o nascimento da filha. Alessandro e Ketlin foram mortos, segundo a investigação, por estarem no local no momento em que os criminosos foram até onde o crime ocorreu.

A polícia não identificou os executores do crime.

O que diz a defesa dos acusados

Flávio Algarve que responde pela defesa de Costinha disse a reportagem da Uirapuru que analisou o inquérito e adiantou que não concorda com os elementos indiciários colhidos e com os termos da decisão que decretou a prisão preventiva de seu cliente.

Algarve disse ainda que está elaborando um habeas corpus para ingresso no tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Eleandro Roso.

Monalisa Kich Anunciação não tem advogado constituído até o momento.

Fonte: Rádio Uirapuru

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.