Sábado, 16 de Outubro de 2021
Polícia Canoas / RS

Polícia investiga motorista de aplicativo que tentou dopar jovem durante corrida em Canoas

“Durante o percurso, ele [motorista] disse: olha esse paninho é para passar no celular por causa do Covid. Ele disse, viu o cheirinho que tem, que é bom, sente pra ti ver que cheirinho. Ela estava de máscara e puxa a máscara. O relato é que ela puxa o nariz e escureceu tudo.

09/10/2021 às 11h48
Por: Redação Acontece no RS Fonte: ISTOÉ
Compartilhe:
Polícia investiga motorista de aplicativo que tentou dopar jovem durante corrida em Canoas

A Polícia Civil está investigando um motorista de aplicativo que teria tentado dopar uma jovem, de 20 anos, na última quarta-feira (06), em Canoas, no Rio Grande do Sul. O caso está sendo tratado como tentativa de estupro. As informações são do G1.

Em nota, a Uber informou que “a conta do motorista foi desativada da plataforma assim que a empresa tomou conhecimento do episódio” e que está à disposição para colaborar com as autoridades.

Dailson Santos, advogado da jovem, revelou que a vítima pediu um carro da Uber para ir do trabalho até em casa, por volta das 19h30. “Durante o percurso, ele [motorista] disse: olha esse paninho é para passar no celular por causa do Covid. Ele disse, viu o cheirinho que tem, que é bom, sente pra ti ver que cheirinho. Ela estava de máscara e puxa a máscara. O relato é que ela puxa o nariz e escureceu tudo. Foi quando ela foi para a porta e ele fechou a porta. Ela foi tentando a porta, foi quando conseguiu se desvencilhar para fora do carro”, contou.

Segundo o delegado Pablo Rocha, a mulher ainda foi perseguida na rua pelo suspeito. “Ela sentindo que se tratava de ataque sexual, e ela perdendo sentidos, ela conseguiu se coordenar de abrir a porta e sair do veículo, e ainda assim ela foi perseguida, e o sujeito ordenando que devolvesse o pano. Ela atirou de volta pro veículo, que acabou fugando do local”, relatou.

A polícia trabalha para identificar o motorista. Conforme Pablo, a Uber se negou a fornecer a identidade. “Me identifiquei como autoridade policial, adverti que a ligação seria gravada, solicitei a essa pessoa da empresa que fornecesse. A empresa manteve a postura de não fornecer a identificação do motorista”, disse.

As autoridades ainda informaram que o suspeito deve responder por estupro de vulnerável. “Apesar de ela ser maior de idade, ela estando sob efeito de substância que retira a consciência da pessoa, qualquer consentimento ou ausente, o crime é de estupro”, afirmou Pablo.

Confira a nota da Uber

A Uber repudia qualquer tipo de comportamento abusivo contra mulheres e está à disposição para colaborar com as autoridades no curso da investigação, nos termos da lei. A empresa acredita na importância de combater, coibir e denunciar casos de assédio e violência. Este tipo de comportamento configura violação ao Código de Conduta da Comunidade Uber e a conta do motorista foi desativada da plataforma assim que a empresa tomou conhecimento do episódio.

Vale ressaltar que a Uber está sempre à disposição para colaborar com as autoridades e possui um portal exclusivo para solicitação de dados, que está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana para processar as demandas, permitindo que informações importantes sejam repassadas com segurança e rapidez, isso tudo respeitando as leis de privacidade exigidas no País, em especial o Marco Civil da Internet.

Segurança é uma prioridade para a Uber e inúmeras ferramentas atuam antes, durante e depois das viagens para torná-las mais tranquilas, como, por exemplo: o compartilhamento de localização, gravação de áudio, detecção de linguagem imprópria no chat, botão de ligar para a polícia, entre outros.

Desde 2018, a empresa se comprometeu a participar ativamente do enfrentamento da violência contra a mulher e possui diversos projetos voltados para isso, que incluem campanhas contra o assédio, podcast educativo para motoristas parceiros sobre violência de gênero e, recentemente, em parceria com o MeToo, anunciamos um canal de suporte psicológico para apoiar vítimas de violência de gênero na plataforma.

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Canoas - RS
Canoas - RS
Sobre o município Notícias de Canoas - RS