Domingo, 26 de Setembro de 2021
32°

Muitas nuvens

Teresina - PI

Brasil Brasil

Ex-assessor diz que 'picaretas' tentaram vender vacina ao governo

Braco direito de Pazuello lamentou demora pela compra de doses da Pfizer e disse que 'uma vida salva' teria valido a pena

05/08/2021 às 14h10
Por: Redação Acontece no RS Fonte: R7
Compartilhe:

Em depoimento à CPI da Covid, o empresário Airton Antônio Soligo, também conhecido como Airton Cascavel, ex-assessor especial do Ministério da Saúde na gestão de Eduardo Pazuello, lamentou a demora para compra de vacinas pelo governo brasileiro e afirmou que muitos "picaretas" apareciam tentando vender doses.

"Num momento em que você não tinha a fábrica da Astrazeneca, não tinha 1 milhão de vacinas para entregar para o Brasil, picaretas apareciam querendo vender 200 milhões, 100 milhões de doses, pra todo lado, de todo jeito", afirmou.

Ele faz referência à produção pela Fundação Oswaldo Cruz da vacina do laboratório AstraZeneca, iniciada neste ano no Rio de Janeiro por meio de um acordo de transferência de tecnologia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Veja também