Domingo, 26 de Setembro de 2021
32°

Muitas nuvens

Teresina - PI

Geral Imbé / RS

Madrasta do menino Miguel passará por exames no Instituto Psiquiátrico Forense

Bruna Nathiele Porto da Rosa foi transferida na madrugada desta quinta.

05/08/2021 às 12h17
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Rádio Guíba
Compartilhe:
Buscas ao corpo da vítima, que teria sido jogada no Rio Tramandaí, já ocorrem a uma semana. Foto: IGP-RS/Divulgação
Buscas ao corpo da vítima, que teria sido jogada no Rio Tramandaí, já ocorrem a uma semana. Foto: IGP-RS/Divulgação

A madrasta do menino Miguel, acusada de ajudar a companheira a torturar e matar o garoto de sete anos em Imbé, no Litoral Norte, está no Instituto Psiquiátrico Forense, em Porto Alegre. Bruna Nathiele da Rosa chegou ao local, que recebe criminosos com doenças mentais que cumprem medidas de segurança, nesta quinta-feira (5).

A investigada estava detida na Penitenciária Feminina de Guaíba, na Região Metropolitana da Capital, desde a terça. Em nota, a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) confirmou que a transferência foi motivada por uma tentativa de suicídio. Entretanto, este não seria a primeira vez que a acusada atentou contra a própria vida.

Ainda conforme a Susepe, Bruna já havia tentado cometer suicídio, ao lado de Yasmin, no período em que ambas estavam no Presídio de Torres. Esta primeira ocorrência teria motivado o envio das acusadas para a Penitenciária de Guaíba, onde a mãe de Miguel continua presa e a madrasta esteve até ontem.

Bruna possui um leve grau de autismo – fato que chegou a retardar a sua prisão. Ela só foi detida no último domingo, após a obtenção de mensagens em seu celular que reforçaram o seu envolvimento no caso. Novos exames devem ser realizados, nos próximos dois dias, para determinar a viabilidade da sua permanência no Instituto Psiquiátrico Forense.

Buscas pelo corpo continuam

O Corpo de Bombeiros de Tramandaí atua, em paralelo à investigação policial, para localizar o corpo da vítima. Hoje, dez homens estão mobilizados nas buscas – que acontecem no mar, no rio, na terra e por meio de drones. A demora dos trabalhos começa a preocupar os agentes, que admitem as dificuldades impostas pela natureza.

“Não descartamos a possibilidade dele ainda estar no rio. Se ele tiver ido para o mar, pode estar navegando. Por isso, já pedimos que a Marinha disparasse um alerta aos pescadores e navegantes da região. Se em uns dois dias esse corpo não aparecer, não vamos ter ideia do que vai acontecer”, explica o responsável pelas buscas, tenente Elísio Lucrécio.

Confira a íntegra da nota da Susepe

“A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) informa que a mãe e a madrasta do menino Miguel dos Santos Rodrigues, desaparecido em Imbé, no Litoral Norte, foram transferidas do Presídio de Torres, onde estavam até a tarde da última terça-feira (3), para a Penitenciária Estadual Feminina de Guaíba.

A transferência ocorreu após ambas terem atentado contra a própria vida.
A madrasta, Bruna Nathiele Porto da Rosa, está em observação no Instituto Psiquiátrico Forense (IPF), em Porto Alegre, após ter recebido atendimento de uma médica psiquiátrica na Penitenciária de Guaíba.

Ela teria atentado contra a própria vida novamente, em Guaíba. A Susepe esclarece ainda que a remoção tem prazo de 48 horas para realização de exames. Após o diagnóstico oficial, saberemos se ela permanecerá no IPF ou retornará para Guaíba.”

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Imbé - RS
Sobre o município Notícias de Imbé - RS