Segunda, 10 de Maio de 2021 04:54
51 98419-1295
Polícia Canoas / RS

Polícia prende agressor queria fazer neta de “esposa” em Canoas

Crime chocou até mesmo os agentes envolvidos na investigação do crime.

15/04/2021 22h16 Atualizada há 3 semanas
980
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Correio do Povo
Foto: PC / Divulgação
Foto: PC / Divulgação

A Polícia Civil de Canoas prendeu um homem acusado de estuprar a própria neta, de 12 anos, e de querer fugir com ela fazendo a menina de “esposa”. O caso chocou, inclusive, as equipes da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Canoas (DPCA) e da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ªDPRM).

Munidos de um mandado de prisão preventiva, os agentes realizaram a detenção dele entre a noite de quarta e madrugada desta quinta. Conforme os policiais civis, o acusado, de 59 anos, tentou ainda interferir nas investigações. Ele vai responder pela prática de estupro de vulnerável.

A vítima residia com os avós paternos e os estupros ocorriam quando a avó da menina saía para o trabalho. Conforme o relato da vítima, os vestígios dos atos sexuais eram eliminados pelo avô. O acusado, que expulsou a própria mulher do quarto, dizia à vítima ser apaixonado por ela e querer comprar uma casa nova, para ambos viverem como casal.

De acordo com testemunhas, no dia em que a vítima contou aos familiares dos abusos, foram encontrados preservativos, lubrificantes e lenços umedecidos na residência. O material era usado pelo acusado. Houve intensa discussão familiar e ele fugiu do local.

O delegado Pablo Rocha, da DPCA de Canoas, conduziu as buscas pelo foragido. Os agentes constataram que o avô insistia em manter contato com a neta pelo aplicativo WhatsApp. Mesmo com a menina recebendo medida protetiva judicial, ele ofereceu dinheiro e um chip de celular com crédito para possibilitar a fuga da menina, marcando inclusive um ‘local combinado” em uma cidade do Interior.

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.