Quarta, 21 de Abril de 2021 02:22
51 98419-1295
Internacional Passo Fundo / RS

Passo-fundense que mora na China relata retorno da vida “dentro da normalidade”

Rodrigo Menegaz Muller mora na China há um ano e meio. Atualmente, relata que a vida segue uma normalidade como já acontecia antes do surgimento do coronavírus.

02/03/2021 21h13
501
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Rádio Uirapuru
Créditos: Arquivo pessoal/Rodrigo Muller
Créditos: Arquivo pessoal/Rodrigo Muller

Há mais um de ano atrás, a China era considerada o epicentro da pandemia do novo coronavírus. A doença, identificada pela primeira vez na cidade de Wuhan, se propagou durante os primeiros meses do ano de 2020 e levou nações de todo mundo a interromper suas atividades. Em janeiro do ano passado, a Rádio Uirapuru conversou com o passo-fundense Rodrigo Menegaz Muller. Rodrigo é diretor de uma empresa fabricante de cimentos na China, morava em Wuhan, epicentro da doença, e mora atualmente em Shanghai.

Muller mora na China há um ano e meio. Atualmente, relata que em praticamente todo o país a vida está praticamente normal. Disse que a grande diferença do atual momento em comparação a vida pré-pandemia são alguns respeitos sanitários, como uso de máscaras constante e maior higienização nos locais. Explica que outra grande mudança é a questão de rastreamento.

Dois QR Code foram criados. Um que mostra a localização onde o cidadão já passou e outro como está a saúde dos habitantes. Segundo Rodrigo, uma das grandes diferença entre brasileiros e chineses é o respeito às regras. Para ele, os chineses são muito regrados e respeitam a ordem que o governo passa à população. Muller acredita que isso vem de uma cultura oriental. Aborda também que isso não se aplica somente na questão sanitária, mas também em outras regras de convivência. Frisa que não há mais restrições a viagens e o comércio segue aberto. Desta forma, a vida segue uma normalidade como já acontecia antes do surgimento do coronavírus.

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.