Polícia Civil

Polícia faz operação contra grupo suspeito de envolvimento em morte de policiais em Porto Alegre

Estão sendo cumpridos oito mandados de prisão preventiva. Segundo a Polícia Civil, suspeitos têm ligação com o tráfico de drogas.

11/10/2019 11h00Atualizado há 2 meses
Por: Redação Acontece no RS
Fonte: G1 RS
121
Operação ocorre nesta manhã em Porto Alegre — Foto: Divulgação/Polícia Civil
Operação ocorre nesta manhã em Porto Alegre — Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil faz uma operação na manhã desta sexta-feira (11) contra um grupo suspeito de envolvimento na morte de três policiais militares, que foram assassinados nos últimos quatro meses, em Porto Alegre.

Estão sendo cumpridos oito mandados de prisão preventiva, além de outros quatro de busca e apreensão.

"Dois PMs [foram mortos] na Rua Paulino Azurenha, no beco da Bruxinha. E outro, no Teresópolis. Após, houve inúmeros confrontos com a Brigada Militar, e nós conseguimos identificar os envolvidos. Ainda houve outras investigações derivadas", afirma o delegado Guilherme Gerhardt.

Mortes de policiais

Em 26 de junho, dois policiais militares morreram em uma troca de tiros na Vila Maria da Conceição, na Zona Leste da Capital. A Brigada Militar fazia uma operação policial de rotina na região. Ao chegarem a um beco, próximo à Rua Paulino Azurenha, esquina com a Avenida Bento Gonçalves, os PMs entraram em confronto com criminosos.

Os dois policiais, Rodrigo da Silva Seixas e Marcelo de Fraga Feijó, foram baleados. Eles foram levados ao Hospital de Pronto Socorro, mas não resistiram. A dupla trabalhava no Pelotão de Operações Especiais do 19º BPM.

Cerca de duas semanas depois, outro policial militar foi morto, também em um confronto. A vítima foi o soldado Gustavo de Azevedo Barbosa Júnior, de 26 anos.

A perseguição começou na Rua Sepé Tiarajú, na Zona Sul, quando os policiais tentaram abordar um carro roubado. Os suspeitos começaram a atirar contra os agentes. Segundo a Polícia Civil, eles estavam armados com três pistolas.

Um dos tiros acertou a viatura e atingiu o policial na cabeça. O colega dele assumiu a direção e foi até o Hospital de Pronto Socorro (HPS). Os médicos tentaram fazer os primeiros socorros, mas o agente já estava sem vida.

Segundo a polícia, o grupo também é suspeito de ter cometido outros homicídios tentados e consumados. Além disso, as autoridades informaram que os integrantes da organização têm envolvimento com tráfico de drogas nos bairros Cascata e Glória, na Capital.

Polícia cumpre oito mandados de prisãoPolícia cumpre oito mandados de prisão

Marcelo de Fraga Feijó e Rodrigo da Silva Seixas foram mortos em confronto em junho — Foto: Divulgação/BM

Quer fazer parte do grupo do portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Curta também nossa página no Facebook, assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

Acontece no RS no Facebook: https://www.facebook.com/acontecenors

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.