Charqueadas / RS

Adolescente apreendido por ataque em escola de Charqueadas é internado em definitivo pela Justiça

Jovem de 17 anos deve cumprir medida socioeducativa na Fase. Ataque aconteceu em agosto deste ano. Adolescente tentou atacar estudantes com uma machadinha.

09/10/2019 08h09Atualizado há 2 meses
Por: Redação Acontece no RS
Fonte: G1 RS
142
Escola onde aconteceu o ataque em Charqueadas — Foto: Léo Saballa Jr/RBS TV
Escola onde aconteceu o ataque em Charqueadas — Foto: Léo Saballa Jr/RBS TV

O adolescente apreendido após atacar estudantes do Instituto Estadual Educacional Assis Chateaubriand, em Charqueadas, a 55 km de Porto Alegre, no fim de agosto, foi internado em definitivo. Ele segue na Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase), com medida socioeducativa de internação em caráter definitivo, segundo decisão da Justiça no dia 3 de outubro.

O jovem, que tem 17 anos, será reavaliado periodicamente pela equipe da Fase para determinar a manutenção da necessidade de internação. A medida socioeducativa tem prazo de três anos, de acordo com o artigo 124 do Estatuto da Criança e do Adolescente.

O Procedimento de Adolescente Infrator foi entregue à Promotoria da Infância e da Juventude de Charqueadas logo que aconteceu o fato, em 21 de agosto de 2019. O Ministério Público (MP-RS) ofereceu representação pelos atos infracionais e sugeriu a internação provisória do adolescente, que tinha validade por 45 dias.

No inquérito da Polícia Civil, foram ouvidos o adolescente, seus pais, as vítimas e testemunhas de acusação e de defesa. A polícia decidiu responsabilizar o agressor por ato infracional análogo a tentativa de homicídio de 22 pessoas.

Três dias antes do prazo da internação provisória, a Justiça julgou procedente a representação do MP-RS, e o adolescente segue na Fase em caráter definitivo.

Relembre o caso

O ataque aconteceu no início da tarde de 21 de agosto. O ex-aluno arremessou para o pátio do colégio um coquetel molotov - que não chegou a explodir -, entrou em uma das salas e atingiu estudantes com uma machadinha. Seis estudantes precisaram de atendimento médico, nenhum com gravidade.

O adolescente foi encontrado no mesmo dia e internado, por representação do Ministério Público. Segundo o delegado Marco Aurélio Schalmes, o crime ocorreu por motivo fútil com utilização de instrumento explosivo e meio que dificultou a defesa das 22 vítimas: 21 alunos da turma do 7º ano do Ensino Fundamental e o professor de geografia que dava aula no momento das agressões. O adolescente relatou à polícia que procurava por um desafeto, que estudaria no local.

O agressor foi aluno da escola Assis Chateaubriand até 2015.

Quer fazer parte do grupo do portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Curta também nossa página no Facebook, assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

Acontece no RS no Facebook: https://www.facebook.com/acontecenors

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.