Quinta, 25 de Fevereiro de 2021
51 98419-1295
Saúde Coronavírus

Pesquisadora da Fiocruz atribui falta de vacinas no Brasil à “incompetência diplomática”

Pesquisadora da Fiocruz atribui falta de vacinas no Brasil à "incompetência diplomática"

21/01/2021 10h29
250
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Correio do Povo/AE
Foto: Virginia Damas/ENSP-Fiocruz
Foto: Virginia Damas/ENSP-Fiocruz

Pioneira no atendimento de pacientes de Covid-19 no Brasil, a pneumologista e pesquisadora da Fiocruz Margareth Dalcolmo responsabilizou a “absoluta incompetência diplomática” do País pelo atraso na chegada de insumos para a produção de vacinas contra o novo coronavírus. Segundo a médica, “as gestões diplomáticas fracassaram”.

Tanto a Coronavac, do Butantan, quanto a vacina de Oxford, a ser produzida pela Fiocruz, dependem de insumos vindos da China, que já deveriam ter chegado ao País, mas estão retidos na alfândega chinesa. A Índia, por sua vez, mandaria um lote de dois milhões de doses já prontas da vacina de Oxford para adiantar a campanha de vacinação brasileira, mas também houve atrasos.

“A absoluta incompetência diplomática do Brasil não permite que cada um dos senhores aqui presentes, suas famílias e aqueles que vocês amam estejam amanhã ou nos próximos meses recebendo a única solução que há para uma doença como a Covid-19”, discursou Margareth Dalcolmo, visivelmente emocionada, ao receber uma homenagem da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.