Sábado, 24 de Julho de 2021 23:28
51 98419-1295
Política Espumoso / RS

Legislativo de Espumoso e vereador presidente são homenageados pela UVB

A União Nacional de Vereadores premia todo ano os destaques nacionais entre as câmaras e vereadores. Neste ano, a casa Legislativa da cidade de Espumoso se destacou por receber dois prêmios.

22/12/2020 20h03
274
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Facebook Câmara de Vereadores de Espumoso
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na semana do dia 8 a 11 de dezembro deste ano, foi realizada em Brasília a 19ª Marcha dos Vereadores e Vereadoras. Ela é realizada todos os anos, esse ano em dezembro – e não em abril como de costume. Nela foram desenvolvidos vários temas e palestras. A União Nacional de Vereadores premia todo ano os destaques nacionais entre as câmaras e vereadores. Neste ano, a casa Legislativa da cidade de Espumoso se destacou por receber dois prêmios.

O 1º Prêmio foi conquistado pelo Projeto ‘TV Cidadã - Poder legislativo espumosense mais perto da comunidade’.

O programa, transmitido ao vivo pelo canal do facebook, envolveu a comunidade e as entidades, e as fez estar presentes. Além disso, foi um espaço com maior tempo – uma hora e meia por semana, que a imprensa tradicional não disponibilizada, pois tem um espaço muito pequeno.

Toda quinta-feira há são levantadas pautadas como: saúde, segurança pública, transporte, agricultura, esporte, etc. (todas de interesse da comunidade). Além de todo esse trabalho, o que chamou a atenção foi que a Câmara gastou 1,88% do orçamento, podendo gastar até 6%. Foi a única câmara no Brasil a receber este prêmio.

Iopp destaca que a TV Cidadã trouxe o legislativo mais perto da comunidade!

O 2º prêmio – Vereador Destaque Nacional, concedido a Roberto Carlos Iopp, Presidente da Câmara. Iopp ganhou o prêmio Nacional por denúncias envolvendo irregularidades na solicitação do Auxílio Emergencial do Governo Federal. O caso: em Espumoso teve 2.711 pessoas contempladas com benefício emergencial e mais de 600 irregularidades. Foi feito a denúncia na Câmara e levada ao Ministério Público Federal e Polícia Federal. O caso ganhou a atenção do jornalista investigativo, Giovani Grizotti – ‘o repórter sem rosto’, e Espumoso passou a ser manchete a nível nacional. “Tem gente aqui que foi casar nas Ilhas Cayman, moravam na Austrália, na Argentina, que tinha Camaro 0km e pegaram o Auxílio Emergencial. Mas hoje tem que devolver esse dinheiro”, contou o Vereador Roberto Carlos Iopp, Presidente do Legislativo.

Porém eles não ganharam apenas pela denúncia, mas pela proposta que encaminharam ao Ministério Público Federal. De que recuperem os recursos que foram desviados do auxílio e façam um Fundo Nacional para Vacinação das pessoas. De acordo com o Presidente da Caixa Econômica Federal, no Brasil cerca de 64 milhões de pessoas receberam o auxílio emergencial, destas 30% indevidamente. Isto é, 19.800 pessoas receberam uma parcela deste auxilio emergencial de forma irregular. Se 2 milhões e 500 mil pessoas devolverem uma parcela, - isso daria 1 bilhão e 500 milhões –, seria possível construir 15 mil casas no valor de 100 mil reais. Ou seja, se recuperar uma parcela dessas pessoas que pegaram irregularmente o benefício, daria para vacinar metade da população brasileira.

A premiação será entregue oficialmente pelo presidente da ASCAMAJA, Paulo Alexandre, no dia 23 de dezembro, no Anfiteatro em Espumoso, onde será realizada uma solenidade de entrega, as lideranças locais e reginais, placas de ‘Cidadão Espumosense’.

“Este é um reconhecimento a todos 9 Vereadores de Espumoso, funcionários e assessoria. Obrigado. Todos nós fizemos um Poder Legislativo melhor para COMUNIDADE DE ESPUMOSO”, agradeceu, Roberto Carlos Iopp.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.