Segunda, 19 de Outubro de 2020
51 98419-1295
Saúde Bento Gonçalves / RS

Médica natural de Bento Gonçalves é uma das vítimas do coronavírus no RS

Analice de Rossi, 57 anos, ficou internada por mais de 20 dias, mas não resistiu.

19/09/2020 23h14
409
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Pioneiro - Grupo RBS
Foto: Instagram de Analice de Rossi / Reprodução
Foto: Instagram de Analice de Rossi / Reprodução

Entre as 50 mortes em decorrência da covid-19 registradas na sexta-feira (18) está a de uma médica. Natural de Bento Gonçalves, Analice de Rossi, 57 anos, lutou contra a doença por mais de 20 dias, mas não resistiu e morreu em Porto Alegre, onde residia. A morte foi confirmada em nota pelo plano de saúde IBCM, do qual Analice era colaboradora, e lamentada por amigos e familiares nas redes sociais.

"Analice nos concedeu a honra da sua companhia nos ensinando que é sim possível carregar no coração amor, alegria, humildade, carinho e dedicação. Apaixonada pela sua profissão, pelos filhos, pacientes e amigos", publicou o namorado Edmilson Azevedo em seu perfil na internet.

Analice ingressou na faculdade de Medicina, na Ulbra, no início dos anos 2000, quando morava em Garibaldi. Colega de trabalho no Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet), Claudia Schiedeck recorda que Analice sempre quis ser médica e, um dia, resolveu deixar o cargo que ocupava na instituição, como servidora concursada, para realizar o desejo que não havia conseguido quando mais jovem.

— O sonho dela era ser médica. Ela era determinada na busca do sonho. Já estava com os filhos crescidos e pode fazer o que sempre quis. Essa é a imagem dela que vai ficar. Ela tinha uma carreira estável, podia ter se acomodado, mas não — diz Claudia, que conheceu Analice em 1997 e trabalhou com ela por cerca de sete anos.

Depois de formada, exerceu a medicina em Garibaldi até mudar-se para a Região Metropolitana, onde teve passagens por hospitais de Novo Hamburgo. Atuou como emergencista e, atualmente, além colaboradora do IBCM, fazia parte da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

— Fico triste que a profissão que ela tanto buscou trouxe essa doença para ela, mas feliz porque conseguiu realizar o sonho — destaca Claudia.

Segundo a Rádio Garibaldi, Analice deixa quatro filhos: Julia, Joana, Pedro e Leonardo, todos estudantes de Medicina.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.