Quarta, 19 de Janeiro de 2022
Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Pedido de vista adia votação de relatório final do Grupo de Trabalho sobre Código de Mineração

O Grupo de Trabalho da Câmara criado para elaborar um projeto de lei sobre um novo Código de Mineração para o Brasil adiou, nesta quarta-feira (1º)...

01/12/2021 às 22h25
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Agência Câmara de Notícias
Compartilhe:

O Grupo de Trabalho da Câmara criado para elaborar um projeto de lei sobre um novo Código de Mineração para o Brasil adiou, nesta quarta-feira (1º), a votação do relatório da deputada Greyce Elias (Avante-MG). Diferentes parlamentares apresentaram pedido de vista, para terem mais tempo de analisar o texto, que modifica uma legislação que vem desde 1967. Um deles foi o deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES).

“Nós, que estamos recebendo agora essa nova versão, não tivemos tempo de analisar o que foi incorporado, o que não foi incorporado, o que foi alterado, então exige de nós um tempo maior. Outro motivo é exatamente por se tratar de uma alteração”, explicou.

Alguns deputados apontaram também que, pela importância do tema, o grupo de trabalho não seria a instância apropriada para elaborar o projeto de lei. O deputado Ivan Valente (Psol-SP) acredita que o novo Código de Mineração deveria ser analisado por uma comissão especial da Câmara, a ser criada especificamente para esta finalidade.

“A comissão especial é prevista no Regimento. O grupo de trabalho é uma proposta, é uma ferramenta do presidente da Casa para montar um grupo de estudo, mas ele não obedece aos ritos proporcionais da Casa, das comissões permanentes e das especiais, apontou.”

Alguns parlamentares pontuaram ainda que têm recebido críticas de várias entidades, tanto governamentais quanto privadas. O deputado Ricardo Izar (PP-SP) falou também sobre notícias veiculadas pela imprensa segundo as quais haveria uma possível suspeição da relatora, Greyce Elias, para analisar o tema, por ser casada com o sócio de uma mineradora.

“O que me deixou muito preocupado foram algumas reportagens relativas ao seu Pablo [marido da deputada]. Eu não sei se isso tira um pouco da transparência e da independência do nosso grupo de trabalho... então eu queria que fosse pensada a questão da suspeição do relatório por causa do envolvimento direto do Pablo”.

A deputada Greyce Farias repudiou as insinuações de que seria suspeita para relatar o projeto do novo código de mineração.

“As acusações levianas apresentadas à minha pessoa e à aminha família eu queria responder de forma cabal que eu discordo absolutamente. Se fosse assim, nenhum fazendeiro poderia participar da FPA [Frente Parlamentar da Agropecuária] ou de qualquer frente do agronegócio. Nenhum profissional poderia participar de nenhum debate importante. A empresa dele está sendo beneficiada, se ele tiver empresa?”, argumentou.

Em reportagens veiculadas na imprensa, o marido da deputada afirmou que as duas empresas de que seria sócio já estão desativadas e que já havia vendido a parte dele há mais de seis meses. Com o pedido de vista coletivo dos parlamentares, a análise do relatório do Grupo de Trabalho do Código de Mineração deve acontecer na próxima semana.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.