Sábado, 26 de Setembro de 2020
51 98419-1295
Geral Bento Gonçalves / RS

"Foi terrível. Assustador", diz vereador que teve a casa atacada por bandidos em Bento Gonçalves

Tripulante de uma moto disparou diversas vezes contra o imóvel e o carro do parlamentar.

07/08/2020 19h36
726
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Pioneiro - Grupo RBS
Vereador disse que dois projeteis perfuraram as portas e foram encontrados dentro de casa Foto: José Antônio Gava / Arquivo pessoal
Vereador disse que dois projeteis perfuraram as portas e foram encontrados dentro de casa Foto: José Antônio Gava / Arquivo pessoal

O vereador José Antônio Gava (PDT), de Bento Gonçalves, ainda tenta entender o que pode ter motivado o ataque que sofreu na casa em que mora com a família, no bairro Licorsul, na noite desta quinta-feira. Por volta das 22h30min, ele estava usando o computador perto de uma janela de onde é possível ver a rua, quando viu uma moto escura com dois tripulantes se aproximar. Nesse momento, o passageiro começou a disparar contra o imóvel.

Na residência, estavam o parlamentar, o filho dele e a nora. Um irmão do vereador que também mora na casa não estava no local naquele horário. 

Os tiros atingiram a parede, a porta e o carro do vereador que estava em frente à casa. Passado o susto inicial, Gava conversou com a reportagem e contou como tudo aconteceu. Segundo ele, a polícia investiga as circunstâncias do crime. Imagens da câmera de monitoramento serão usadas na tentativa de identificar o veículo e os tripulantes. De acordo com o vereador, pelas cenas vistas, a placa estava coberta.

Confira trechos da entrevista:

Pioneiro: O que o senhor fazia no momento do ataque?
Vereador José Gava: Estava próximo a janela, lendo notícias no notebook. Meu filho estava na cama assistindo TV. 

O senhor viu pela janela a moto se aproximar?
Quando vi, a moto chegou devagar, um puxou a arma e começou a atirar contra a casa. 

Quantos disparos foram?
Deu em torno de 10 a 12 tiros. Passou próximo de mim, umas balas logo abaixo da minha cabeça que pegaram na casa. Se fosse um pouco para cima, uns 20 centímetros, pegava na janela e me atingia. Mas atiraram do início até o final da casa. Pegou também o carro. Foi terrível. Assustador.

Qual foi a sua reação ao ouvir o primeiro tiro?
Quando começaram os tiros, me joguei no chão. Fui para baixo da mesa. Meu filho disse que pegou a nora e se escondeu. Quando a moto dobrou a rua, saímos e vimos o pessoal que estava na frente. Mas foi tão rápido, depois começamos a ver marcas na parede, vidro do carro estourado. 

Alguém se feriu?
Não, mas passou muito perto mesmo.

A polícia identificou que tipo de arma foi usada?
Era uma 9 milímetros. Perfurou a porta da sala e também a porta da garagem. Ficou (projetil) dentro de casa.

O senhor acredita que esse ataque era para o senhor?
Eu imagino que pegaram a casa por engano. Porque não faz parte da política de Bento esse tipo de ato. As pessoas discutem ideias, mas não há desavenças entre nós ou ofensas. 

Poderia ser algo relacionado a alguém da sua família?
O que vamos ver agora é os passos da família. Se alguém teve alguma desavença. Meu irmão tem um clube de poker e meu filho é pizzaiolo. Mas acho que foi um engano.

O senhor pretende adotar alguma medida de segurança?
Vou trocar de residência.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Notícias de Bento Gonçalves - RS