Domingo, 01 de Agosto de 2021 07:03
51 98419-1295
Geral Passo Fundo / RS

Acusada de matar o próprio filho nega o crime e advogado Jean reassume a defesa

Desde que assumiu o caso Jean sustentava a versão que ela agiu sem intensão de matar, alegando que ela havia ministrado uma dosagem de diazepan, remédio para acalmar Rafael.

05/08/2020 19h43
823
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Portal RS Agora
Foto: Élinton Machado / Portal RS Agora / Reprodução
Foto: Élinton Machado / Portal RS Agora / Reprodução

Na manhã desta quarta-feira (05), o advogado Jean Severo conversou com a reportagem do RS Agora e confirmou que assumiu novamente a Defesa de Alexandra Dougokenski, mãe de Rafael Mateus Winques, de 11 anos, encontrado morto em Planalto.

Desde que assumiu o caso Jean sustentava a versão que ela agiu sem intensão de matar, alegando que ela havia ministrado uma dosagem de diazepan, remédio para acalmar Rafael, pois segundo a mãe ele estava muito agitado.

No dia 27 de junho, Jean Severo abandonou a defesa depois que a acusada apresentou uma nova versão dos acontecimentos e admitiu ter estrangulado o filho, segundo a Polícia Civil.

Quando o advogado deixou o caso, ele alegou que Alexandra estaria sendo coagida pela polícia a mudar sua versão dos acontecimentos. “Eu não assinei o depoimento porque eu tenho certeza que coagiram ela, usando a figura do outro filho, dizendo que ele ia ser preso ou ia ser morto, eu tenho certeza porque ela me disse isso”, disse o advogado de defesa Jean Severo.

Após ter assumido a defesa de Alexandra pela segunda vez, o advogado adiantou que ela nega a autoria do crime. “Alexandra nega a autoria do crime e nós vamos investigar a versão dela, que é oque a Policia não fez”, afirmou Jean Severo ao RS Agora.

Fonte: Portal RS Agora

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.