Terça, 04 de Agosto de 2020
51 98419-1295
Saúde Nova Prata / RS

Empresa de Nova Prata desenvolve respirador mecânico de baixo custo

O equipamento foi entregue ao hospital da cidade na tarde desta quinta-feira (30).

30/07/2020 18h04 Atualizada há 4 dias
203
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Pioneiro - Grupo RBS
Da esquerda para direita: Anderson Lovison, engenheiro mecânico; Carlos Miguel Prescendo Tonin e Eduardo Mazzarolo, engenheiros de controle e automação e Rodrigo Castilhos, engenheiro eletricista Foto: Jocelito Ávila / Divulgação / Divulgação
Da esquerda para direita: Anderson Lovison, engenheiro mecânico; Carlos Miguel Prescendo Tonin e Eduardo Mazzarolo, engenheiros de controle e automação e Rodrigo Castilhos, engenheiro eletricista Foto: Jocelito Ávila / Divulgação / Divulgação

A equipe da empresa Spark, que desenvolveu um respirador mecânico emergencial de baixo custo, realizou a entrega do equipamento na tarde desta quinta-feira (30) ao Hospital São João Batista de Nova Prata. O empreendimento pratense, que é especializado em soluções inovadoras de tecnologia, projetou o aparelho com desenhos mecânicos simples e peças acessíveis, o que pode ser replicado com facilidade.

O evento de entrega do equipamento ocorreu na sede da empresa e, por medidas de proteção, reuniu um pequeno número de funcionários administrativos e engenheiros da Spark, além de autoridades locais de Nova Prata. Para evitar a aglomeração de pessoas, o ato foi transmitido ao vivo pela internet. 

Como o Hospital São João Batista também é conveniado com os municípios de André da Rocha, Guabiju, Nova Araçá, Paraí, Protásio Alves, São Jorge e Vista Alegre do Prata, o respirador auxiliará pacientes de diversas cidades da região. Até mesmo por não disponibilizar de UTI, a direção do hospital pretende utilizar a máquina para atendimentos de emergência.

- Estamos conversando com a Spark para fazer uma adaptação à ambulância porque o respirador tem perfil mais adequado para o transporte de pacientes intubados. Provavelmente ele sofrerá algumas transformações para ser utilizado - esclarece o diretor técnico do hospital, Marcos Goldenberg.

Com a grande demanda global por respiradores mecânicos, a equipe de engenheiros da empresa formada por Anderson Lovison, Carlos Miguel Prescendo Tonin, Eduardo Mazzarolo, Rodrigo Castilhos (na foto) e Henrique Bortolon, se dedicou aos estudos para a criação e desenvolvimento do aparelho. 

- A ideia surgiu no final do março e assim começamos a realizar estudos baseados em projetos desenvolvidos no exterior. Após passar por, no mínimo, dois protótipos, fizemos as montagens e realizamos ensaios de desenvolvimento em um laboratório para verificar os parâmetros do equipamento gerado e se a faixa de operação era adequada ao uso hospitalar - conta Eduardo Mazzarolo.

Normalmente, pela demanda atual, o equipamento tem prazos de entrega que ultrapassam seis meses e custos a partir de R$ 60 mil. Segundo o proprietário e CEO da Spark, Adio Garda, as peças utilizadas foram estimadas em R$ 2,5 mil. Como a intenção da criação do respirador foi para doação, não foram calculados os custos com mão de obra.

 A equipe da empresa Spark, que desenvolveu um respirador mecânico emergencial de baixo custo, realizou a entrega do equipamento na tarde desta quinta-feira (30) ao Hospital São João Batista de Nova Prata.<!-- NICAID(14557008) -->

O primeiro respirador mecânico fabricado pela empresa e entregue ao Hospital São João BatistaFoto: Jocelito Ávila / Divulgação

EM PRODUÇÃO

Na última semana, a empresa realizou uma reunião com a equipe do Hospital São João Batista para verificar a efetividade do primeiro respirador mecânico criado por eles. Mediante a conversa e a grande utilidade da máquina, o grupo de engenheiros está focado na produção de mais dois respiradores mecânicos. A nova fabricação pretende abranger um modelo que será disponibilizado nas ambulâncias para atendimentos emergenciais.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

 

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.