Sábado, 16 de Outubro de 2021
Polícia Salto do Jacuí / RS

Fiscal denuncia policial militar por agressão após encerrar festa irregular em Salto do Jacuí

Responsável pela festa é tenente da Brigada Militar e precisou ser contido por colegas. Ele foi afastado enquanto corporação apura o caso por meio de um procedimento interno.

13/09/2021 às 13h06
Por: Redação Acontece no RS Fonte: G1 RS
Compartilhe:
Fiscal denuncia policial militar por agressão após encerrar festa irregular em Salto do Jacuí

“Momento esse em que eu começo a fazer o relatório, fazer o meu trabalho, ele se aproxima de mim e começa a me insultar, ameaçar, dizer palavrões e me amedrontar. Eu pergunto se ele está me ameaçando e ele diz que sim, que está ameaçando e me dá uma cabeçada. Aí, eu saio e ele tenta investir de novo contra mim e a Brigada Militar acaba contendo ele. O pessoal da BM pediu para eu me retirar para não acontecer o pior”, conta um dos fiscais.

A festa foi encerrada e o responsável, multado em R$ 75 mil.

O Comando da Brigada Militar divulgou uma nota sobre o caso:

"A Brigada Militar se manifesta por meio desta nota, sobre a ocorrência na madrugada do dia 11 de setembro, na cidade de Salto do Jacuí/RS.

A Brigada Militar foi solicitada pela "Fiscalização Municipal de combate ao Covid-19" para atender uma ocorrência de realização de festa clandestina, a qual acontecia em propriedade do 1º Tenente Luciano da Silva Julião. No local, os fiscais solicitaram a presença do proprietário, que ao ser indagado sobre a festa, acabou se exaltando, como aparece em vídeo divulgado, ameaçando e agredindo o fiscal, sendo contido pelos Policiais Militares que apoiavam a ação do fiscal.

Após o fato, a fiscalização sanitária municipal registrou a multa pelo descumprimento do decreto municipal.

A Brigada Militar ressalta que não compactua com desvios de conduta por parte de seus integrantes e que tal comportamento não condiz com o padrão estabelecido na Legislação e normas que norteiam o agir da Corporação e de seus Policiais Militares.

O comando do 16º BPM já afastou o 1º Tenente de suas atividades e já instaurou o devido Inquérito Policial Militar (IPM). A apuração desta ocorrência deve ocorrer pelo prazo legal de 40 a 60 dias e, tão logo seja concluída está investigação, a BM informará".

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Salto do Jacuí - RS
Sobre o município Notícias de Salto do Jacuí - RS