Quinta, 05 de Agosto de 2021 14:32
51 98419-1295
Polícia Gramado / RS

Polícia Civil prende cirurgião plástico acusado de abusar sexualmente de pelo menos 95 mulheres

Ele foi preso em Gramado, e conduzido à Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher de Porto Alegre, de onde deve seguir ao sistema prisional.

17/07/2021 13h32
336
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Giro do vale
Foto: Divulgação / Polícia Civil
Foto: Divulgação / Polícia Civil

O cirurgião plástico, acusado de abusar sexualmente de pelo menos 95 mulheres, foi preso no início da noite desta sexta-feira, dia 16, em Gramado, na serra gaúcha. A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Porto Alegre, cumpriu o mandado de prisão preventiva contra o médico.

A decisão foi proferida pela 2ª Vara Criminal do Foro Central da Comarca de Porto Alegre, após parecer favorável do Ministério Público. Conforme o advogado do cirurgião plástico, ele estaria em sua residência na serra gaúcha.

Na terça-feira, dia 13, o médico foi alvo de operação, que cumpriu mandado de busca e apreensão em sua residência e na clínica onde atua, no bairro Três Figueiras, em Porto Alegre. Ao todo, 95 mulheres procuraram a Polícia Civil para relatar os abusos, de acordo com a delegada Jeiselaure Rocha de Souza: 12 denúncias iniciais que culminaram na operação, e mais 83 relatos de pacientes que foram até a delegacia após a ação policial.

Ele será conduzido para a Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher da Capital, onde aguardará vaga no sistema prisional.

Segundo a polícia, após a publicação de vídeos em redes sociais pela namorada do investigado, diversas vítimas se sentiram coagidas. Foram registradas ocorrências policiais e instaurado inquérito, tendo a mulher sido interrogada na tarde de quinta, dia 15.

O que diz a defesa

O advogado de defesa divulgou carta aberta na tarde desta sexta-feira, antes da prisão do médico, em que afirma que seu cliente “vem se apresentando em tempo, contribuindo com todos os atos possíveis de modo a facilitar o esclarecimento das investigações em andamento”. A nota diz ainda que o cirurgião “se declara inocente de todas as acusações. E vem de todas as formas contribuindo incansavelmente com toda a investigação para, por fim reerguer a sua integridade profissional”.

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.