Quinta, 05 de Agosto de 2021 15:00
51 98419-1295
Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão debate crise humanitária na fronteira do Acre com o Peru; acompanhe

Programa proporciona a estudantes do 5º ao 9º ano do ensino fundamental a chance de vivenciar a atividade parlamentar

16/06/2021 16h20
81
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Agência Câmara de Notícias
Conflito entre migrantes haitianos e a polícia, na fronteira com o Peru - (Foto: Alexandre Noronha/Amazônia Real)
Conflito entre migrantes haitianos e a polícia, na fronteira com o Peru - (Foto: Alexandre Noronha/Amazônia Real)

A Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia da Câmara dos Deputados realiza audiência pública nesta quarta-feira (16) sobre a crise humanitária causada pela migração na cidade de Assis Brasil, na fronteira do Acre com o Peru.

A reunião será realizada no plenário 12, às 14h30.

Foram convidados para discutir o assunto:
- o diretor do Departamento de América do Sul do Itamaraty, João Marcelo Galvão de Queiroz;
- o diretor-substituto do Departamento de Proteção Social Especial, do Ministério da Cidadania, Danyel Iório de Lima; e
- a assessora para Assuntos de Imigrações, do Ministério da Cidadania, Niusarete Margarida de Lima.

Enchentes, dengue e Covid-19
O deputado Jesus Sérgio (PDT-AC), que pediu a audiência, lembra que a pandemia do novo coronavírus trouxe para o estado do Acre um agravante, que apenas nesses primeiros meses de 2021 enfrentou enchentes em 10 dos 22 municípios do estado e um surto de dengue que, associado à Covid-19, provocou sobrecarga ainda maior no sistema público de saúde local.

"Além disso, presenciamos o deslocamento de migrantes, em grande número, haitianos e de países africanos, que entraram em nosso país há alguns anos pela fronteira do Peru com o Acre", observou.

Segundo ele, a grande circulação e a estadia de estrangeiros na cidade de Assis Brasil é uma realidade muito difícil de ser administrada, sendo uma situação que necessita de atenção do governo federal, pois, somada ao problema da Covid-19, dengue e enchentes, coloca o Acre em estado de alerta máximo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.