Quarta, 16 de Junho de 2021 10:30
51 98419-1295
Polícia Caxias do Sul / RS

Detento que matou servidor penitenciário em Caxias do Sul é encontrado morto

Foragido estava em um apartamento na avenida Independência, alvo de uma operação policial.

09/06/2021 15h33
436
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Correio do Povo
Um envolvido no ataque ao posto de saúde foi preso | Foto: PC/ Divulgação / CP
Um envolvido no ataque ao posto de saúde foi preso | Foto: PC/ Divulgação / CP

Está morto o detento foragido que matou o agente penitenciário Clóvis Antônio Roman, 54 anos, na Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas Zona Norte, em Caxias do Sul. Vulgo Mig, de 29 anos, foi localizado na manhã desta quarta-feira em Porto Alegre.

No interior de um apartamento na avenida Independência, ele teria tirado a própria vida ao perceber a chegada dos agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de Caxias do Sul. Um dos envolvidos na tentativa de resgate dele no posto de saúde foi preso no local pelos policiais civis. A operação contou com o apoio da Brigada Militar. Um segundo suspeito foi detido no bairro Santa Cecília.

Ataque

O ataque ocorreu pouco antes das 3h30min da última segunda-feira no posto de saúde. Três criminosos fortemente armados invadiram o local e confrontaram-se com quatro agentes da Susepe que faziam a escolta e custódia do detento, oriundo da cela 36 da Galeria B da Penitenciária Estadual de Caxias do Sul, durante atendimento médico.

Duas enfermeiras e um vigia que também tiveram ferimentos ao serem atingidos durante a troca de tiros. Rechaçados, os criminosos fugiram em um Volkswagen Passat, onde estava um quarto cúmplice aguardando-os no estacionamento.

Atingindo e ferido no tiroteio, Mig foi quem matou Clóvis Antônio Ronan, após se apossar da arma do outro agente, de 42 anos, que estava ferido e caído depois de ter sido baleado no tiroteio.

Na fuga, o foragido fez uma jovem refém, sendo levado no Citroën C3 dela até Farroupilha, onde ele prosseguiu a fuga em um Volkswagen Gol, de cor preta, modelo novo, que já estava esperando-o.

No início da tarde de segunda-feira, uma operação conjunta da Brigada Militar e da Polícia Civil localizou e apreendeu o Volkswagen Passat junto com dois fuzis e uma carabina, além de farta munição, cinco carregadores, dois radiocomunicadores, um colete balístico e um par de algemas, usados pelos criminosos no ataque. A ação policial ocorreu em uma residência no bairro Pioneiro, em Caxias do Sul.

Uma operação pente-fino foi realizada ao longo da segunda-feira na Penitenciária Estadual de Caxias do Sul. Conforme a Susepe, um total de 16 presos foram transferidos na ação conduzida pelos efetivos do Grupo de Ações Especiais (GAES) e do Grupo de Intervenção Regional (GIR) da 8ª Região.

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.