Quinta, 29 de Julho de 2021 08:49
51 98419-1295
Trânsito Taquari / RS

Vítimas de acidente em Taquari são sepultadas nesta quarta-feira

A colisão frontal envolveu um Gol, com placas de São Leopoldo, e uma Toro, de Segredo.

26/02/2020 13h50 Atualizada há 1 ano
702
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Rádio Sobradinho
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Amigos e familiares das seis vítimas que morreram após acidente na RSC-287, em Taquari, na tarde da segunda-feira, estão participando das cerimônias de despedidas. A colisão frontal envolveu um Gol, com placas de São Leopoldo, e uma Toro, de Segredo. Na caminhonete estavam Ana Ilce Bulegon Jahn, de 64 anos, e Clarissa Marina Jahn, de 39 anos, mãe e filha que voltavam de Sapucaia, onde foram visitar parentes. A família é conhecida em Segredo por manter um estabelecimento comercial onde todos trabalhavam juntos, produzindo cucas, bolachas e vendem frutas.

No carro ainda estavam outras três pessoas que ficaram feridas: o motorista do veículo e marido de Clarissa, Ubirajara Moacir Unfer, de 49 anos, e a filha do casal, Nicoli Jahn Unfer, de 10 anos. O terceiro ferido é Natal Jahn, de 65 anos, marido de Ana e pai de Clarissa. Ubirajara e Natal já estão em casa, sofreram, respectivamente, uma fratura no pé e na clavícula. Dos ocupantes da camionete, apenas Nicoli segue internada em um hospital de Canoas. O velório de Ana Ilce Bulegon Jahn e da filha Clarissa Marina Jahn está ocorrendo na capela mortuária de Segredo e cerimônia de despedida será às 15 horas e após sepultamento no cemitério municipal. O outro carro envolvido no acidente também transportava cinco pessoas.

De acordo com a Polícia Civil, no Gol morreram: o motorista do veículo, Jorge Miguel Dos Santos, de 45 anos, Gilmar Cargnin, de 40 anos, e os dois filhos dele, Jessé Kauan, de 13 anos e Richard Leon Rodrigues Cargnin, de 7 anos. O terceiro filho de Gilmar, Kaio Ruan Rodrigues Cargnin, de 11 anos, foi internado no Hospital São Sebastião Mártir, em Venâncio Aires onde segue hospitalizado. Ele teve fraturas no rosto, em uma das pernas e na clavícula. Devido ao excesso de passageiros no carro, a mãe das crianças e mulher de Gilmar, Jaqueline Fátima Rodrigues, 32 anos, viajou de ônibus e não estava no veículo acidentado. Eles estavam retornando de um passeio, onde visitaram familiares em Dona Francisca. Segundo a namorada de Jorge, motorista do veículo, era comum ele fazer viagens acompanhado por moradores e conhecidos do Morro do Paula, em São Leopoldo, onde moravam.

Gilmar e os dois filhos tiveram uma cerimônia na Igreja Pentecostal, localizada na Estrada do Morro do Paula, e foram sepultados a partir das 8h no cemitério da Marlene, em São Leopoldo. Já o motorista do veículo, Jorge Miguel, foi velado na Igreja Batista Esperança e sepultado no cemitério de Santa Tecla, também em São Leopoldo.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Curta também nossa página no Facebook, assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

Acontece no RS no Facebook: https://www.facebook.com/acontecenors

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.