Rio Gravataí

Reunião libera, por 24h, captação de água do rio Gravataí

Fiscalização deve ser retomada na quinta, com o apoio do Comando Ambiental da Brigada Militar

11/02/2020 22h37
Por: Redação Acontece no RS
Fonte: Rádio Guaíba
108
Foto: Francisco Marodin / DRH Sema
Foto: Francisco Marodin / DRH Sema

Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), Defesa Civil e Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) se reuniram, hoje, para debater a situação da captação de água do rio Gravataí, restrita ao abastecimento humano desde a sexta-feira passada em função da falta de chuva. A interrupção, aliada às chuvas irregulares do fim de semana, contribuiu para alcançar um nível mais estável do rio que, na tarde desta terça, havia subido de 1,3 para 1,4 metro, de acordo com medições realizadas nos pontos de monitoramento. Com esse avanço, a Sema e a Fepam liberaram captações diretas, por 24 horas, pelas lavouras e indústrias da região, nesta quarta-feira.

A fiscalização deve ser retomada na quinta, com o apoio do Comando Ambiental da Brigada Militar. Juntamente com as equipes da Fepam e da Sema, as vistorias vão envolver o uso de drones e sobrevoos de helicóptero. Os técnicos devem se deslocar por terra e água, supervisionando os pontos de captação e coibindo ações irregulares.

O acompanhamento diário da situação dos rios é realizado pela Sala de Situação da Sema. Sobre a previsão do tempo, os técnicos dizem que pode voltar a chover na região metropolitana nos próximos 15 dias, porém em quantidade insuficiente para amenizar totalmente a situação da estiagem.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Curta também nossa página no Facebook, assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

Acontece no RS no Facebook: https://www.facebook.com/acontecenors

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas