POLÍCIA CIVIL

Miliciano suspeito de envolvimento na morte de Marielle é morto

Acusado de diversos crimes, Adriano Magalhães da Nóbrega estava foragido no interior da Bahia e trocou tiros com policiais no momento da prisão

09/02/2020 15h14
Por: Redação Acontece no RS
Fonte: R7
168
Miliciano estava foragido e foi achado na Bahia Foto: Reprodução / R7
Miliciano estava foragido e foi achado na Bahia Foto: Reprodução / R7

O ex-capitão do Bope e chefe de uma milícia no Rio de Janeiro, Adriano Magalhães da Nóbrega, foi morto na manhã deste domingo durante uma troca de tiros com policiais na cidade de Esplanada, no interior da Bahia. Ele é apontado como suspeito de envolvimento no assassinato da ex-vereadora carioca Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, em 2018.

Nóbrega havia conseguido escapar de uma operação policial na Bahia no último dia 31. Ele era foragido da Justiça do Rio.A Polícia Civil do Rio de Janeiro chegou a enviar equipes para a Bahia ao receber informações sobre o miliciano no estado. Enquanto ainda era policial militar, Adriano foi preso três vezes e acabou exonerado.

“No momento do cumprimento do mandado de prisão ele resistiu com disparos de arma de fogo e terminou ferido. Ele chegou a ser socorrido para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos. Com o foragido foi encontrada uma pistola austríaca calibre 9 mm. Vasculhando outros cantos da casa os policiais encontraram mais três armas”, informou a Secretaria da Segurança Pública da Bahia.

Adriano Magalhães da Nóbrega era acusado de ser o chefe do Escritório do Crime, milícia que atua na zona oeste do Rio, motivo pelo qual teve a prisão decretada em janeiro de 2019.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Curta também nossa página no Facebook, assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

Acontece no RS no Facebook: https://www.facebook.com/acontecenors

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas