Camaquã / RS

Modelo de Camaquã é encontrada morta no México

Ela foi morta no sábado (1) e o corpo só foi encontrado três dias depois, após intensas buscas da família e amigos.

07/02/2020 22h28Atualizado há 3 semanas
Por: Redação Acontece no RS
Fonte: Gazeta Regional
1.042
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

A camaquense Vanessa Vargas Ribeiro foi encontrada morta na última terça-feira (4) na Cidade do México, onde atuava profissionalmente como modelo e promoter em eventos. Ela foi morta no sábado (1) e o corpo só foi encontrado três dias depois, após intensas buscas da família e amigos.

Desaparecimento

Em entrevista, a sobrinha de Vanessa, Kaiene Fonseca Lopes disse que a modelo se comunicava diariamente com a mãe, Dona Luiza, através de mensagens de WhatsApp e ligações telefônicas. Desde o ultimo sábado (1), a família perdeu contato com Vanessa. A funcionária que trabalhava no apartamento de Vanessa também estranhou encontrar o cão de estimação da modelo sozinho e decidiu levá-lo para casa. Na segunda-feira (3), ao encontrar o apartamento como havia deixado, a funcionária se convenceu que algo havia acontecido.

Amigos do México também deram pela falta de Vanessa e iniciaram uma busca por delegacias, hospitais e necrotérios. Nesse meio tempo, a família de Vanessa fez várias tentativas de se comunicar com o namorado da modelo, o empresário mexicano Eugênio Kuri, e o seu motorista, mas tiveram os seus números de celular e WhatsApp bloqueados pelos dois. Na terça-feira (4) uma amiga de Vanessa se deslocou de avião da Praia del Carmen, distante 3 horas da Cidade do México, para dar início às buscas. O corpo de Vanessa foi identificado por essa amiga no mesmo dia em um necrotério.

Feminicídio

A polícia mexicana trabalha com a suspeita de feminicídio. O suspeito é o namorado de Vanessa, o empresário mexicano Eugênio Kuri. Imagens das câmeras de segurança do prédio vizinho registraram o empresário empurrando Vanessa do terceiro andar do edifício onde ele mora, um condomínio de luxo.

O relacionamento

A sobrinha Kaiene descreveu o relacionamento de Vanessa com o empresário como estável e feliz, mencionando inclusive o suporte financeiro que ele dava para a modelo e sua familia. “A Vanessa costumava dizer que o Eugênio era um anjo que surgiu na vida dela”, diz Kaiene. Em 2016, Eugênio veio a Camaquã para conhecer a família de Vanessa, permanecendo dois dias na cidade. Amigos revelam nunca ter presenciado nenhum tipo de agressão física, mas percebiam que Vanessa sofria pressão para abandonar a carreira de modelo.

Translado do corpo

A família de Vanessa solicitou ajuda à Policia Federal e ao Itamaraty para dar inicio aos trâmites para translado do corpo. Deverão viajar para a Cidade do México a mãe de Vanessa e um amigo da família que fala espanhol.

Até o momento, Eugênio Kuri é dado como foragido.

Quer fazer parte do grupo do Portal Acontece no RS no WhatsApp? CLIQUE AQUI para entrar no grupo!

Curta também nossa página no Facebook, assim você fica sempre atualizado com as últimas notícias de todo o Rio Grande do Sul.

Acontece no RS no Facebook: https://www.facebook.com/acontecenors

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Camaquã - RS Notícias de Camaquã - RS
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas