Terça, 20 de Abril de 2021 01:39
51 98419-1295
Saúde Saúde

Hospitais começam a receber nova remessa do kit intubação

A remessa de 92 mil frascos de medicamentos provenientes do Ministério da Saúde que saiu hoje do 3º Batalhão de Suprimento, em Nova Santa Rita, deverá beneficiar 69 hospitais de todas as regiões do Estado.

06/04/2021 15h19
163
Por: Redação Acontece no RS Fonte: Rádio Guíba
Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini
Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

O Hospital Regional Nelson Cornetet, de Guaíba, foi o primeiro a receber novo lote de medicamentos do kit intubação nesta terça-feira. A instituição registrava falta de bloqueadores neuromusculares, usados no procedimento de intubação em pacientes com dificuldades respiratórias em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), desde a semana passada.

A remessa de 92 mil frascos de medicamentos provenientes do Ministério da Saúde que saiu hoje do 3º Batalhão de Suprimento, em Nova Santa Rita, deverá beneficiar 69 hospitais de todas as regiões do Estado. As entregas estão sendo feitas com auxílio de homens do Comando Militar do Sul.

O lote desta semana é composto por quase 40 mil frascos de Atracúrio, 11 mil de Cisatracúrio, 22 mil de Midazolam e 19 mil de Rocurônio. De acordo com o diretor do Departamento de Assistência Farmacêutica da Secretaria da Saúde (SES), Roberto Schneiders, esta é uma quantidade importante, porém ainda pequena frente à necessidade dos hospitais. Para otimizar a distribuição, medicamentos semelhantes ou que produzem o mesmo efeito estão sendo partilhados a hospitais diferentes.

O Midazolam será distribuído para 46 hospitais que têm leitos de UTI pelo Sistema Único de Saúde (UTI), e proporcionará uma cobertura mínima para quatro dias de consumo. Os outros medicamentos, que são bloqueadores neuromusculares, serão distribuídos a 58 hospitais que têm leitos de UTI pelo SUS e proporcionará uma cobertura mínima para cinco dias de consumo.

Nessa segunda-feira, a direção do hospital Santa Casa de São Gabriel decidiu os pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid no Sistema de Gerenciamento de Internações Estadual (Gerint). A medida extrema é decorrência da falta de bloqueadores neuromusculares e medicamentos para manter os pacientes sedados na casa de saúde.

> Receba todas as notícias do Portal Acontece no RS no seu WhatsApp. Clique aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.